Ontem todos os Peers da DBSP tiveram o Encontro com o CEO, Verner Heidrich para que ele pudesse passar um overview geral sobre em que momento estamos, quais desafios estão sendo enfrentados e sobre o futuro do tão amado modo de trabalho, Home Office.

Nossos Peers fizeram algumas perguntas que o Verner respondeu ao longo de sua apresentação e nós transcrevemos esse encontro especial para vocês. Confira:

Porque foi criada a DBSP e não dado continuidade a DBServer com unidade em São Paulo?

A DBServer é uma empresa reconhecida no Sul e a história vem na frente da empresa. Já em São Paulo não tínhamos história nenhuma, tínhamos apenas produtos para mostrarmos nossas habilidades como oferta…


Escritor: Elias Gendelmann

Para as empresas poderem enfrentar o atual ambiente de incertezas, e a crescente concorrência de novos modelos de negócios, algumas ferramentas e práticas precisam ser utilizadas para que elas possam ampliar rapidamente a sua capacidade de entrega de serviços, sua qualidade e velocidade.

Uma destas práticas é conhecida como DevOps, que inclui ferramentas e práticas, que tem a capacidade de integrar as áreas de operação e desenvolvimento de TI, automatizando a esteira de CI/CD, diminuindo os gaps de comunicação e acelerando as entregas das equipes, garantindo qualidade e diminuindo o time-to-market das aplicações.

Um dos benefícios reais…


Escrito por: Verner Heidrich

Créditos da Foto: NASA

Quando recebi a sugestão de pauta para escrever sobre autonomia e colaboração, primeiro perguntei sobre os porquês. Tanto se fala de colaboração e de autonomia. O que eu poderia agregar nesse debate? Autonomia tem muitas facetas: em relação ao indivíduo, ao contexto do trabalho, seu contexto psicológico, também diz respeito à empresa e seus processos, ao negócio e suas hierarquias, etc. Ao perceber que estaria enveredando por um olhar mais consultivo, preferi escolher um caminho para falar da minha própria experiência. …


Escrito por: Edivan Santos

Você conhece o “carinha da TI”? Pois é, eu conheci vários durante minha carreira, e voltando lá no começo dos anos 90, eu fui um desses meninos.

“O carinha de TI” Nick do The Office

Ser um profissional de TI naquela época era um feito heroico, afinal, não era uma das missões mais fáceis do planeta alguém ser capaz de decifrar todos aqueles códigos, fluxogramas, montar micros, corrigir erros, trocar placas, “debugar” programas, passar cabo — ufa -, e além de tudo ser educado e eficaz ao atender aos usuários que sabiam exatamente onde encontrar o “pessoal da TI”.


Escrito por: Toni Angelo
tag: jornalismo/comunicação na área de tecnologia

Havia um tempo — nem tão remoto assim — em que jornalistas e publicitários torciam o nariz para tudo que era tecnológico. Enxergavam qualquer “inovação” como ameaça. Mas, para a nossa alegria, isso tudo ficou no passado. A realidade de hoje é bem diferente.

Nas empresas de comunicação não se discute mais se o computador é melhor ou pior do que a máquina de escrever, nem se o jornalismo online é tão eficiente quanto o jornalismo impresso. Hoje, a tecnologia está presente no cotidiano de qualquer profissional de comunicação. Faz…

DBSP

Perfil da @dbsppro. #VemPraDBSP 👇 jobs.kenoby.com/dbsp

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store